maio 28, 2013

por Danielli Guirado

Resenha: O Filho de Sobek e Entrevista com Rick Riordan

Autor: Riordan, Rick
Fornecedor/Editora: Intrinseca (edição Digital)
Páginas: 89
Classificação: 4/5

Ao investigar os ataques de um crocodilo imenso contra pégasos em Long Island, o grande herói do Olimpo conhece o líder da casa do Brooklyn, que também está no rastro da fera. Os dois se unem para combater o terrível filho de Sobek, mas as dúvidas são muitas: por que há um monstro egípcio atacando mitos gregos? Será que a união de forças dos dois heróis será suficiente para derrotar a fera? E a mais importante: quem estaria por trás desse terrível evento?

Carter Kane e Percy Jackson juntos? Para os fãs do semideus e do mago egipcio esse lançamento era mais do que esperado! Rick Riordan lançou apenas um conto com 89 páginas em que ambos garotos se juntam para enfrentar um crocodilo super desenvolvido que está atacando Long Island. Sem saber nada do mundo um do outro e com medo de que se revelarem alguma coisa, possam despertar alguma confusão, ambos, após um estranhamento inicial, acabam trabalhando bem juntos e a história é super gostosa de ler!

Tão curtinho assim, este conto só nos dá um grande apetite para mais histórias com nossos heróis favoritos (aliás agora nem sei se prefiro Carter ou Percy! Gosto tanto dos dois! rs) lutando juntos, o que ficou muito claro que foi objetivo de Riordan e sua Editora, para descobrir a recepção dos fãs à novidade! 

Em entrevista à USA Today, Riordan manifesta a possibilidade de lançar uma série de livros envolvendo os dois mundos – e inclusive durante a história essa possiblidade fica muito em aberto -, mas que não há previsões já que tem muitas ideias que ainda quer colocar em prática!

O conto está disponível apenas em e-book e custa R$ 4,99. A entrevista da USA Today (entrevista original no link) com Rick Riordan, você vê adaptada* abaixo, após os trechos que gostei do livro!

Trechos


"Crocodilos têm fome. Então tendem a esquecer suas promessas."
[Carter Kane - pág 10]

"Eu me lembro da vez em que Sobek dissera que seu suor divino dera origem aos rios do mundo. Eca. Parecia que aquele monstro tinha a mesma transpiração divina. Eca ao quadrado."
[Carter - pág. 41]

"Decidi que, se sobrevivesse, jamais permitiria que aquele cara conhecesse Sadie. Eles provavelmente passariam o restante da eternidade se revezando para me insultar."
[Carter - pág. 52]

"Pela maneira como Percy falou, senti que estava acostumado a levantar o moral de tropas em desvantagem numérica. Ele soava um pouco como Hórus - um líder nato."
[Carter - pág. 60]


Entrevista

Q. O que o inspirou a fazer “O Filho de Sobek”? 
O Filho de Sobek é a primeira vez em que junto minhas duas series As Crônicas dos Kane e Percy Jackson, então é a mitologia egípcia encontrando a mitologia grega. É algo que os fãs vêm me pedindo há muito tempo e pareceu uma ótima oportunidade, então pensei: “Vamos ver o que acontece!”

Q: Qual o significado do título da história?
A: Sobek é o Deus crocodilo do Egito, e o filho de Sobek, seria um de seus seguidores. Então, sem entregar muito, você pode esperar muita ação “Crocodiliana” neste livro..

Q: Seus heróis são tão diferentes. Como consegue vê-los interagindo?
A: Carter e Percy são tão diferentes como dois heróis podem ser. Percy é impetuoso e sarcástico e Carter sério e reservado, então quando eles se encontram pela primeira vez, é como água e óleo. Em uma primeira olhada, eles não parecem um bom time, mas eles realmente têm mais em comum do que você possa pensar. É muito sobre eles aprenderem a confiar um no outro e trabalharem juntos. Foi fascinante para mim colocá-los juntos vindos de dois mundos totalmente diferentes e ver o que aconteceria.

Q: Como você acha que os leitores responderão à dinâmica?
A: Bom, eu espero que eles se divirtam tanto lendo como eu me diverti escrevendo! Os personagens simplesmente foram em frente e a história ganhou vida própria. Meu único arrependimento é de que é uma história curta. Eu espero poder explorar melhor e em um livro mais longo esta dinâmica.

Q: Você vê uma série Percy-Carter no futuro?
A: Eu amaria fazer isso, mas não sei. Eu tenho mais ideias do que poderia escrever em cinco vidas. É apenas uma questão de por quais livros começar, então eu espero que sim! Mas não tenho certeza ainda.

Q: Você pode falar sobre sua inspiração externa para estas duas séries?
A:  Quanto mais fundo eu mergulho na mitologia, mais eu encontro. Originalmente eu havia feito cinco livros de Percy Jackson. Eu achei que daria para cobrir a mitologia grega, mas não poderia estar mais enganado! E aqui estou, tendo escrito três livros sobre Egito, e agora nove sobre a mitologia Grega, e eu ainda encontro mais deuses e monstros e histórias que eu não sabia antes. É uma fonte inesgotável de coisas legais!

Eu acho que estas histórias permanecem conosco por tanto tempo porque elas exploram temas universais como amizade, lealdade, bravura e patriotismo, o que estas coisas significam? E os heróis são muito humanos. Alguns destes personagens têm 3.000 anos, mas ainda conseguimos entender o porquê deles fazerem o que fazem mesmo não concordando com suas razões.

Q: Qual o seu envolvimento nos filmes de Percy Jackson?
A: Não estou envolvido de nenhuma maneira, então não posso falar a respeito. Eu não os assisto e mantenho distância.

Q: Você pode falar um pouco do seu próximo projeto que explora a mitologia Nórdica?
A:  Estou me preparando para lançá-la logo que terminar Heróis do Olimpo. Era uma coisa que eu queria fazer desde que comecei a estudar mitos. Eu amo mitologia Nórdica: Thor, Odin e Loki são personagens incríveis! Era uma dessas coisas que não tinha tempo de escrever, mas finalmente agora tenho a chance e vou aproveitá-la.

Q: Deve ser incrível ter tantas ideias até ficar sem tempo para aproveitá-las.
A: É um problema maravilhoso para se ter, e ter jovens leitores lá fora esperando para lê-las é a melhor coisa do mundo!

Q: Qual perspectiva da vida de professor você tras para a vida de escritor?
A: Eu começo a escrever da mesma forma que começo a ensinar: com o objetivo de sempre criar leitores para a vida. Eu tento criar livros que são divertidos, um pouco subversivos educacionalmente,  para as crianças aprenderem, mas não terem a consciência de que estão sendo ensinadas, e eu quero que as crianças terminem meus livros e pensem: "Isso foi ótimo, cadê o próximo?" Eu acho que esta é a coisa mais importante sempre que conectamos as crianças aos livros, é tentar combinar o livro à criança e ter a certeza de que a experiência será divertida e recompensadora fora da sala de aula.

Q: Conforme as crianças vão crescendo, lendo seus livros e outros juvenis, e chegam à vida adulta, quais livros e autores você acha que poderiam acompanhar esta transição?
A: Nossa, ótima questão! Acho que nunca me perguntaram isso. Eu acho que depende do que eles gostam, é muito individual de criança para criança. Existem ótimos escritores de mistério lá fora que fariam esta transição. Harlan Coben me vem à mente. Ele está escrevendo uma série Jovem-Adulto (J.A), mas também escreve livros adultos, então neste caso, você teria um autor que cresce com o jovem. E como você sabe, o mercado jovem-adulto é tão extenso que invade o mercado adulto, então muitas pessoas de 20 a 40 anos estão lendo os mesmos livros que os adolescentes estão lendo. Eu acho que esta linha, se é que alguma vez existiu, está se tornando obscura e eu acho que isso é ótimo. Todos estamos lendo os mesmos livros,  falando dos mesmos livros e continuamos a conversar.

Q: Como você vê o futuro dos livros e da leitura nesta era digital?
A: Eu não sei. Eu acho que ninguém pode prever o que acontecerá. Quem sabia onde estaríamos 5 anos atrás? Eu acho que a leitura não vai a lugar algum. Vamos continuar lendo, mas vamos ler em um tablet ou em um telefone. Mas eu não acho que as histórias vão a algum lugar. Vamos mudar a entrega, mas os leitores sempre estarão lá.

Q: Qual o seu principal hobby atualmente?
A: Eu leio muito e praticamente de tudo: não-ficção, ficção, livros de crianças e Jovem-Adulto. Nós estamos também na era de ouro da TV e eu adoro assistir TV. Existem uns programas ótimos atualmente. Sou fã de Breaking Bad — que definitivamente não é um programa para crianças  — e The Game of Thrones, uma das muitas adaptações de livros para a TV que foi bem feita. Como sempre, os livros são melhores que os filmes, mas o seriado faz isso muito bem. Eu sou um grande consumista de mídia.O último livro que li foi uma ótima fantasia da idade média chamado Akata Witch de Nnedi Okorafor, que fala basicamente de mitologia Nigeriana. Eu adorei.

Q: O que podemos esperar de seus próximos projetos?
A: A casa de Hades é o meu próximo livro, e sairá no outono (primavera, no Brasil). Mostraremos a capa pela primeira vez no final de maio e eu acho que os leitores poderão descobrir mais sobre o que realmente acontece com Percy e Annabeth, que é a principal questão que eles tem se perguntado.

* Tradução livre por Danielli Guirado para o blog Só Lendo. Se você utilizar no seu blog/site, lembre-se de dar os créditos! =]

Gostaram? Confesso que fiquei chocada (e triste! rs) de saber que ele não tem qualquer envolvimento com os filmes, o que pensando agora, faz sentido, já que o primeiro filme quase não tem nada a ver com o livro! Me digam o que acharam ou vamos lá no Facebook do blog conversar!! =]
 

9 comentários:

  1. Mas quando lança em livro? Fora do e-book?

    ResponderExcluir
  2. Bom... o tio do Carter e da Sadie disse pra ele que do outro lado do rio " existem outros deuses",e o próprio Carter disse que podia jurar ter visto um cavalo com asas do outro lado do rio..

    ResponderExcluir
  3. Rick sempre criando expectativas...

    ResponderExcluir
  4. Ai mds ai mds... Tio Rick eu simplesmente amo você. <3

    ResponderExcluir

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!