janeiro 03, 2012

por Danielli Guirado

Resenha: O Misterioso Caso de Styles {Agatha Christie}

Autor: Agatha Christie
Editora: Bestbolso
Páginas: 238
Nota Skoob: 3/5

No meio da madrugada, a rica proprietária da mansão Styles é encontrada morta em sua cama, aparentemente vítima de um ataque cardíaco. As portas do quarto estavam trancadas por dentro e tudo indicava morte natural. Mas o médico da família levanta uma suspeita: assassinato por envenenamento. Todos os hóspedes da velha mansão tinham motivos para matar a Sra. Inglethorp e nenhum deles possuía um álibi convincente. Para solucionar o crime entra em ação o detetive Hercule Poirot.

Entre outros presentes, ganhei do namorado um vira-vira Saraiva com este livro e O Caso do Hotel Bertram, já li os dois, mas vamos por um de cada vez! hehe

O livro é narrada pelo grande amigo de Hercule Poirot, Arthur Hastings (pronúncia) que se hospeda na mansão de Styles em Essex, propriedade de Emily Inglethorp, senhora muito rica e generosa que vive de realizar eventos beneficentes e é mãe de John Cavendish, amigo de Hastings que é quem o convida a passar uma temporada na mansão. Além de John e da Sra. Inglethorp, moram na mansão o outro filho, Lawrence Cavendish; a mulher de John, Mary Cavendish; Evelin Howard, uma grande amiga da Sra. Inglethorp; uma protegida desta, Cynthia Murdoch e o novo marido da Sra Inglethorp, de quem ninguém gosta, Alfred Inglethorp.

A história principal acontece até que rápido, quando, de madrugada, a Sra Inglethorp é acometida por várias convulsões e morre. Quando os médicos da famíliase recusam a anunciar uma morte por causas naturais como todo mundo pensava, as investigações começam e Hastings chama Poirot para ajudar a desvendar o caso.

O primeiro livro de Agatha Christie estreando o detetive aposentado da Scotland Yard, Hercule Poirot (pronuncia-se assim: Erquíule Poarrô), me fez perceber uma característica da autora que, até então, eu nunca tinha prestado atenção: Christie não quer que o leitor descubra antes dela revelar quem é o autor do crime! Sempre que lia algum livro dela, tentava descobrir pelas pistas quem poderia ser o culpado e nunca conseguia (e sempre legava isso a meu péssimo raciocínio lógico! rsrs), neste livro vi que ela deixa certas evidências e pistas observadas pelos personagens dentro da história, sem revelá-las para o leitor, para que, no grand finale, Poirot ou Miss Marple possam nos dizer quando solucionam o caso, causando aqueles sentimentos conhecidos ao ler livros policiais de "eu sabia"; "eu nem imaginava"; "nossa!"... hahaha

Mas gente, como foi difícil escrever uma resenha da Agatha Christie!!! Não conseguia criar um texto claro que mostrasse o que eu achava, desse uma ideia do que o leitor poderia esperar e conseguisse levar as  pessoas que não conhecem seus livros a experimentar! Acabou saindo, mas ainda tenho muito o que melhorar!

Frases

"Não há crime sem motivo."
[Poirot - pág 114]

"Não se pode misturar sentimento e razão" 
[Poirto - pág 155]

"A inteligência e a intuição frequentemente andam juntas." 
[Poirot - pág 125]

"Todo assassino é provavelmente o velho amigo de alguém."
 [Poirot - pág 155]

2 comentários:

  1. Dani,

    Estou lendo que nem uma doidinha...um livro em praticamente três dias...
    Voltei a tiva..pena que o genero que eu gosto não é nenhum pouquinho igual ao seu...rsrsrs

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito dos livros da Agatha, ainda não li esse, mas pela sua resenha parece ser muito interessante e cheio de mistério. Acho que vai ser o próximo dela que vou ler.

    http://allmylifeinbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!