março 18, 2013

por Danielli Guirado

Resenha: Lola e o Garoto da Casa ao Lado {Stephanie Perkins}


Autor: Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Classificação:  4/5

A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda... ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro.
Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.



Lola: Você acredita em segunda chance?

Cricket: Segunda, terceira, quarta.... O que for preciso. 
Por mais tempo que leve. Se for a pessoa certa.

Lola está no terceiro ano do ensino médio, tem um senso de estilo único, onde não existem roupas, mas sim figurinos. Ela namora Max que considera ser O cara da sua vida e a única coisa que falta para eles serem completamente felizes é seus pais o aprovarem. Nathan e Andy o acham muito velho para Lola, e dificultam o namoro ao máximo em uma esperança de que Max desista.

Tirando isso, a vida está perfeita... até os vizinhos da casa ao lado voltarem, os gêmeos Bell. Lola torcia para nunca, nunca mais vê-los de novo depois do que fizeram a ela, mas ali estão eles, se mudando novamente. E ali está ELE, Cricket Bell o último cara que ela gostaria de encontrar na face da Terra, ou seria o primeiro? As coisas começam a ficar cada vez mais complicadas e Lola não sabe mais o que quer ou quem é.

Stephanie Perkins conquista com sua história fofa e traz delicadamente algumas questões políticas inclusive. No caso de Lola e o Garoto da Casa ao Lado ela aborda a comunidade gay e os preconceitos que eles ainda vivem. Lola foi adotada por seu tio, Nathan, e seu marido Andy, logo quando nasceu. Eles vivem em Castro, “um sub-bairro de Eureka Valley, que se tornou o bairro gay mais conhecido do mundo.” (Nota da autora), mesmo assim, Lola teve de lidar com a curiosidade dos colegas acerca da dinâmica de sua família, mas o modo natural e tranquilo com que ela trata as dúvidas e comentários é muito legal e eu gostei muito.

Li muitas resenhas super positivas deste livro, tanto que eu achava que teria algo de muito “uau” ao lê-lo e não foi o que aconteceu. Isso que dá começar um livro com grandes expectativas! rsrs Não é que o livro seja ruim, nada disso. Ele é muito bem escrito e gostei bastante, é um romance fofo, com personagens engraçados e uma história que envolve, mas não tem nada de muito diferente ou surpreendente na história, achei normal!

Os personagens são muito bem construídos e me conquistaram, tanto é que nenhum me irritou (a não ser quando fazia coisas que era para irritar mesmo! rs). Só achei que Stephanie não foi muito feliz no nome do nosso mocinho... Cricket (Grilo, em inglês)?? Pelo amor, né?? Não consegui levar o menino a sério o livro todo, por mais fofo que ele fosse! rsrs Para os leitores de Anna e o Beijo Francês, Stephanie também preparou uma surpresinha que tenho certeza que vão gostar, eu me diverti bastante!

Dou quatro pontos para Lola e o Garoto da Casa ao Lado e recomendo sua leitura, não é nada “uau”, como disse, mas é um romance muito gostoso e bem realista e com a dose certa de delicadezas para terminar sorrindo (super bobinho esse comentário, mas foi como me senti! hahaha)! =]


Trechos

"Eu queria que ele me beijasse. Ele era o garoto. Era ele quem deveria dar o primeiro passo"
[Lola - pág. 57]

"Não estou interessada em fazer o que é fácil. Estou interessada em fazer o que é belo."
[Lola - pág. 67]

"Tristeza. Desejo. Uma dor dentro de mim, tão forte que não sei como acreditar que ela já tinha me deixado. Meu coração transborda de emoções. Estou me afogando."
[Lola - pág. 208]

Sou uma criança que brinca de se emperequitar e nem mesmo consegue se reconhecer sob o próprio disfarce."
[Lola - pág. 219]

"Seu beijo não é nem remotamente inocente. Há paixão, mas também uma urgência que beira o pânico."
[Lola - pág. 278]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!