abril 28, 2013

por Danielli Guirado

Resenha: Herança {Christopher Paolini}


Autor: Paolini, Christopher
Editora: Rocco
Série: Ciclo da Herança
Volumes: 4 de 4
Páginas: 792
Resenhas Anteriores: Eragon; Eldest; Brisingr
Classificação: 4/5

Até bem pouco tempo, Eragon nada mais era do que um pobre garoto da fazenda, e seu dragão, Saphira, apenas uma pedra azul na floresta. Em Herança, o destino de toda uma civilização está sobre seus ombros. Fortalecidos por longos treinamentos e incontáveis batalhas, ambos somam muitas vitórias, mas também colecionam dores de perdas muito difíceis. Agora, a derradeira batalha está para começar. O Cavaleiro e seu dragão chegaram mais longe do que qualquer um ousou imaginar. Mas será que eles serão capazes de derrubar o poderoso tirano Galbatorix e restaurar a justiça no reino da Alagaësia? E se conseguirem, qual será o custo da vitória?


O fim das aventuras de Eragon e Saphira na Alagäesia chegou, mas antes de enfrentar o grande Galbatorix, eles precisarão passar por muitas provações, entre elas o autoconhecimento. Mas antes de falar deles, queria falar de um personagem que não dei tanto destaque nas outras resenhas, mas que merece muito, que é Roran, mais conhecido como Martelo Forte

O primo de Eragon faz o próprio nome também entre os Varden, aceitando missões praticamente impossíveis até desafios um-a-um contra Urgals para ganhar o respeito deles. Roran sai de todos estes conflitos totalmente quebrado e algumas vezes quase morto, mas uma grande inteligência, com uma motivação de ferro em recuperar seu lar e construir uma família com Katrina, junto ao desejo de vingança contra Galbatorix faz com ele seja um dos guerreiros mais valiosos entre os Varden, se não o mais valioso.

Além de Roran, escolhi não me demorar na descrição de muitos outros personagens super importantes, pois sabia que as resenhas ficariam muito grandes e preferi que vocês mesmo descobrissem o quanto todos os personagens que o autor criou eram interessantes e incríveis. Apesar da narrativa cheia de detalhes e às vezes cansativa, como já comentei aqui, Paolini amadureceu muito em sua escrita ao longo do tempo e Herança reflete isso muito bem. Uma das coisas que mais gostei, foi como ele abordava as relações pessoais e íntimas entre os personagens de forma simples e delicada, sem dar muitos detalhes, sem se alongar muito na declaração de sentimentos, mas nos mostrando a consideração, o amor ou a raiva que um personagem sentia pelo outro apenas por pequenos gestos e palavras.

Neste livro, Eragon finalmente enfrentará Galbatorix, e posso dizer que estava muito ansiosa, pois este vilão acabou sendo um fantasma ainda mais assustador e misterioso que Voldemort! Quando finalmente podemos conhecê-lo, não temos ideia de como tudo se resolverá - isso se se resolver! - de forma favorável para Eragon, pois Galbatorix é forte, antigo, inteligente e passou os últimos 100 anos apenas aumentando todas estas características.

Como telespectadora assídua de animes quando criança, acostumei com esses desenhos onde acontecia um super milagre para o mocinho derrotar o vilão, principalmente em Cavaleiros do Zodíaco, onde o cavaleiro de bronze poderia estar o mais destruído possível e mega mais fraco que seu adversário (normalmente sem nenhum arranhão até o momento!), que sempre acontecia um milagre em que ele se reergueria ou ele descobriria um 15º sentido que o faria matar o cara com um super único golpe!!! hahahaha Por isso, e pelas circunstâncias que Eragon enfrentava sendo muito mais fraco que Galbarotix, imaginei se Paolini não iria se valer se uma artificio desse, isso teria me decepcionado muito!

Que bom que estava enganada! O fim de Paolini foi até que bem crível e inteligente e uma das partes que mais gostei na série toda! Como romântica incurável, senti falta de alguns romances mais desenvolvidos, mas entendi que era um cara escrevendo para outros caras - pelo menos a principio - e que eu estaria esperando demais!

Não me estendi muito a contar os acontecimentos deste último livro, pois são muitas coisas, diversas revelações e um fechamento incrível, para contar apenas em alguns parágrafos e eu poderia soltar diversos spoilers. Portanto, só vou te dizer que  gostei muito de Herança e recomendo para você a leitura dessa série. Escrevendo esta resenha, até sinto falta de Eragon e Saphira! Como você os acompanha desde o começo e se envolve com o crescimento da relação deles, ao terminar o livro, se sente como se você desse adeus a dois grandes amigos!

Trechos


"Depositar os problemas e dificuldades aos pés de uma força maior que ele e entregar seu destino àquele poder seria um alívio e o fazia deixar de ser responsável pelo seu destino e daqueles a quem amava."
[Eragon - pág. 360]

"É fácil se manter calmo quando não há nada com o que se preocupar. O verdadeiro teste de autocontrole, contudo, é se você consegue se manter calmo em uma situação aflitiva."
[Glaedr - pág. 500]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!