março 10, 2014

por Danielli Guirado

Resenha: Tabuleiro dos Deuses {Richelle Mead}

Autor: Richelle Mead
Editora: Paralela
Série: A Era de X
Volume: 1
Páginas: 424
Nota Skoob: 4/5

Durante o Declínio, a Terra foi dizimada pelo vírus Mefistófeles no início do século XXI. Cinquenta anos depois, uma vacina é criada e o vírus finalmente é exterminado, permitindo a reconstrução dos países.

Surge então a RANU - República da América do Norte Unida, país formado pelo Canadá e partes dos EUA, que logo institui os Mandatos Genéticos que consistem na proibição das pessoas de se reproduzirem com outras equivalentes a seu material genético (pessoas de ascendências múltiplas são resistentes ao Mefistófeles) e à extinção e posterior controle das religiões, tudo para evitar que o Mefistófeles ressurja.

É nessa nova sociedade que conhecemos Justin March, um servidor do governo da RANU que licencia grupos religiosos. Há quatro anos ele foi misteriosamente exilado e agora eles o querem de volta para investigar o assassinato de patrícios - gíria usada para as pessoas que puderam manter suas linhagens genéticas intactas via gordas doações ao governo nascente da RANU e que são separadas do restante da população em cidades próprias chamadas de Capitanias -. Só que esses crimes possuem dados bem preocupantes: não há indícios de arrombamentos ou invasões nos locais de assassinato; sombras que matam são registradas nas gravações e utilização de instrumentos ritualísticos fazem parte dos assassinatos. Tudo isso deve ter explicações lógicas, truques humanos, e será o trabalho de Justin descobri-los e comprová-los.

Para protegê-lo nessa empreitada, convocam a soldada pretoriana Mae Koskinen. Os pretorianos são os "supersoldados" da RANU, além de exímios lutadores - são escolhidos a dedo pelo governo - possuem um implante no corpo que aumenta a ação dos neurotramissores do corpo, tornando-os ainda mais habilidosos e fatais!.

O encontro dela com Justin acontece primeiro de forma um tanto quanto informal, rs, e depois eles terão que lidar com os problemas que tudo isso irá gerar. Ambos guardam segredos perigosos, que não podem vir à tona em um governo tão intolerante quanto o da RANU, e estes segredos terão papeis decisivos no desenrolar de sua missão. Os Deuses finalmente cansaram de ser ignorados e Mae e Justin estão no meio de um Tabuleiro perigoso prestes a começar o jogo.

Neste livro, Richelle Mead nos leva para um futuro incrível, em que os EUA não são mais nada (muito surpreendente! rs), deuses são renegados, religiões e igrejas controladas pelo governo com mãos de ferro; muita ação e um tico de romance, que acho que ganhará mais importância com o passar da série! Adorei a cutucada que ela deu no antigo conceito de Hitler de "raça pura", escrevendo sobre um vírus que justamente ataca mais quem menos ascendências tem!

Gostei da história e a escrita da Richelle, como sempre, consegue me prender!, só acho que ela pecou no desenvolvimento. Nas primeiras páginas dá para ficar bem perdido sobre o que você está lendo, o que esperar e o que está acontecendo. A Editora mandou junto com o livro um material a parte explicando várias características e termos dessa nova sociedade que a Richelle criou e só consegui me achar depois de lê-lo. Acredito que este material virá como forma de anexo dentro do livro e super recomendo a leitura dele para você se "achar" na história!

Outra coisa que, para mim, a Richelle deixou mal explicado é o porquê de as religiões terem sido erradicadas e depois só poderem existir via controle governamental. Qual foi a relação dela com o Declínio e o Mefistófeles? Isso ficou no ar pra mim e espero que seja explicado nos próximos volumes.

Os personagens são muito bons, pois a Richelle tirou um tempinho para se concentrar nas histórias deles, então me apeguei mesmo!! Fiquei bem em cima do muro com o Justin o livro todo, às vezes gostava e às vezes o achava um babaca, mas quando acabou, considerei que a balança ficou mais para o lado positivo! rsrsrs As protagonistas femininas da Richelle sempre são perfeitas e com Mae não é diferente! Ela é incrível e possui um passado bem interessante, virou minha personagem favorita junto com a Tessa a protegida de Justin!

Mesmo com os problemas citados acima, a leitura foi super envolvente e gostei demais dessa nova história que a Richelle criou!! Vamos ver o que ela reserva os próximos! =D

Trechos Favoritos

"Sexo e guerra são igualmente perigosos à sua maneira."
[Mae - pág. 43]

"Conhecimento é diferente de sabedoria. Um estudioso que está sempre aprendendo e esforçando-se para se aprimorar no seu campo possui conhecimento. Um senhor de 90 anos que teve uma vida gratificante, possui sabedoria."
[Claude - pág. 124]

"É a lei, que o senhor tem a obrigação de saber. A ignorância não é uma justificativa."
[Justin - pág. 125]

"Não acredito em deuses. Não consigo. Já vi coisas horríveis demais nesse mundo para achar que alguma deidade poderia deixar essas coisas acontecerem de boa vontade."
[Mae - pág. 248]

"Não precisa existir nada tão complexo por trás do amor. As pessoas simplesmente se preocupam umas com as outras porque...sim!"
[Magnus - pág. 269]

"As pessoas estão sempre tentando dominar umas às outras."
[Mae - pág. 294]

*
*
*
Vamos conversar mais!! Instagram Facebook ~ YouTube ~ GooglePlus ~Twitter ~ Skoob


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!