dezembro 18, 2014

por Danielli Guirado

Resenha: Dezessete Luas {Margareth Stohl e Kami Garcia}

Autoras: Margareth Stohl e Kami Garcia
Editora: Galera Record
Série: Beautiful Creatures
Volume: 2 de 4
Páginas: 462
Tradutor: Regiane Winarski
Resenhas Anteriores: Dezesseis Luas
Nota Skoob: 2/5


"Não escolhemos o que é verdade. Só escolhemos o que fazer sobre ela."
[Marian Ashcroft - pág. 248]


Já faz mais de um ano que li o Dezesseis Luas e lembrava mais do filme que do livro. Por isso, logo no começo da leitura, acabei ficando um pouco confusa com o que estava acontecendo. Mas logo consegui me situar e agora vou poder contar para vocês o que achei! Eu gosto da série Beautiful Creatures porque acho um tema original nesse clima de zumbis e distopias que nos cerca. O primeiro livro eu gostei bastante, já esse foi meio.. Nhéé...

Ethan está sofrendo por Lena se afastar cada vez mais dele após a morte de Macon. Ela começou a andar mais com sua prima Conjuradora das trevas, Ridley e o misterioso John Breed - que parece muito um Demônio Incubus, mas pode andar à luz do dia.

"Lena achava que era a única amaldiçoada, mas estava errada. A maldição agora era nossa."
[Ethan - pág. 10]

Sem saber o que fazer, Ethan se refugia na biblioteca da cidade e encontra na estagiária da Prof. Ashcroft, Liv, a ideia e o conforto de que talvez um relacionamento possa ser normal e tranquilo e não precise ser tão perigoso e complicado como é com Lena, que aliás parece nem querê-lo mais.

Os questionamentos e sofrimentos de Ethan sobre seu relacionamento com Lena permeiam boa parte da história e me incomodou muito. Inclusive não acredito que um garoto de 17 anos fique de tanto mimimi e romantismos por mais que esteja apaixonado pela garota - me corrijam se eu estiver errada! A trama principal acaba se repetindo e pareceu que eu estava lendo o primeiro livro de novo. Já Lena, que no primeiro livro, apesar de suas inseguranças e medos, era uma garota incrível, forte e não levava desaforo para casa, se tornou chata e insegura ao extremo com muitos dramas desnecessários.

"Quem era eu para assumir uma batalha entre poderes que eu não entendia, armado de uma gata fujona, um baterista incrivelmente ruim, um par de tesouras de jardinagem e uma Galileu adolescente bebedora de Ovomaltine? Para salvar uma garota que não queria ser salva?"
[Ethan - pág. 320]

Apesar de tudo isso aguentei o suficiente para levar a leitura até o fim. Gosto muito dos personagens (beijos Link e Ridley!) e da ideia do livro em si. Por esses motivos quero ler os próximos e ver se melhora, mas este ficou com duas estrelas no Skoob!

"Eu me perguntava se faria a mesma coisa por ele se a situação fosse invertida. Porque era sempre eu que pedia e ele que topava."
[Ethan - pág. 267]

"Talvez Ridley fosse como catapora: só se era contaminado uma vez"
[Ethan - pág. 339]

E você? Já leu esta série? Me conta o que acha dela nos comentários! ^^

*
*
*
Vamos conversar mais!! Instagram Facebook ~ YouTube ~ GooglePlus ~Twitter ~ Skoob

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!