setembro 01, 2015

por Danielli Guirado

Resenha: O Substituto {David Nicholls} #MLI2015

Autor: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Tradutor: Claudio Carina
Nota Skoob: 3/5
Compre: Amazon


"A fama só interessava como um efeito colateral, inevitável e não totalmente desagradável, de realizar um bom trabalho."
[Stephen]


Stephen C. Mcqueen é um ator esperando pela sua Grande Chance: a hora em que seu talento será visto e apreciado e ele poderá ter dinheiro e sucesso fazendo o que mais ama. Entretanto, parece que esta chance está demorando muito a acontecer e as pessoas ao seu redor cansaram de esperar.

Sua ex-mulher o largou por conta disso. Ele não havia enxergado a hora de parar e quando a filha deles nasceu, não poderiam mais viver dos trocos de pequenos papéis. Hoje ele é o substituto do famoso Josh Harper: lindo, famoso, conhecido no mundo inteiro, Josh tem tudo que Stephen quer e sonha pelo dia em que ele não poderá comparecer à peça para ele finalmente substitui-lo. Acontece que Josh tem uma saúde de ferro! E não importa tudo que beba, cheire, fume ou injete está sempre a postos para fazer o seu papel e todos o amarem. Como se já não fosse sorte o suficiente, Josh ainda é casado com Nora, uma mulher incrível a quem Stephen parece estar se apaixonando!

"Mas a "vida real" depende de "quão bem" a gente finge, não é? Você. Eu. Todos no mundo..."
[Citação no livro de Jack Rosenthal em Ready When You Are, Mr. McGill]


Várias vezes durante a leitura, David Nicholls nos dá a esperança de que as coisas finalmente vão mudar para Stephen e essa é uma das muitas lições que o livro tentará nos passar: nããão queridinho, as coisas não mudam como mágica, a vida não é fácil, não vai cair uma chance do céu para ele. E o livro fica nessa apatia: vemos Stephen se dar mal repetidamente e mesmo assim continua a perseverar, a tentar lutar contra todo esse azar. Mesmo quando faz alguma coisa boa, outra ruim aparece para eclipsar. E dá uma agonia sem medida! rsrs



"Você não pode ficar culpando a sua sorte. A sorte não muda a não ser que a gente a faça mudar. Você precisa assumir o controle da sua vida. Faça alguma coisa razoável ao menos uma vez."
[Allison]

Estou começando a achar que não curto muito esses livros com realidades tão cruas e tão próximas da minha própria. Na grande maioria das vezes, quando leio, quero me perder naquele mundo diferente, mágico e cheio de possibilidades ~ e alguns milagrinhos às vezes ~ e esquecer as inseguranças, tristezas e limitações do que vivo aqui no meu mundo. Então foi uma daquelas leituras que é interessante, me fez refletir sobre algumas coisas (até onde correr atrás de um sonho que nunca acontece e só te machuca?), mas quase nunca eu tinha vontade de pegar para ler.

Já não curti David Nicholls em "Um Dia" e este foi mais um que eu terminei e não me proporcionou nada. Quem aí é fã do David e gostou? Me fala o que achou deste livro e me dá outra visão dele! hehe

*
*
*
Vamos conversar mais!! Instagram Facebook ~ YouTube ~ GooglePlus ~Twitter ~ Skoob





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!