abril 14, 2015

por Danielli Guirado

Resenha: Orgulho e Preconceito {Jane Austen}

Autora: Jane Austen 
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 374
Nota Skoob: 5/5 



"Se eu pudesse ver uma das minhas filhas instalada em Netherfield, alegre e feliz, e todas as demais igualmente bem-casadas, nada mais teria a desejar."
[Sra. Bennet]



Mais um livro para o Desafio da Rory Gilmore!! E mais um romance muito bom de Jane Austen!! 

Nele a família Bennet, composta pelo Sr. e Sra. Bennet e suas cinco filhas, ficam sabendo da chegada de um novo morador na mansão de Netherfield: o Sr. Bingley (detestei esae nome! Haha). A Sra. Bennet logo se anima de enfim ter a oportunidade de conseguir um bom casamento para sua filha mais velha, Jane. Considerada a mais bonita das cinco, Jane tem 23 anos e já é considerada velha demais para ainda estar solteira.

"Decerto já tive o meu quinhão de beleza, mas não ambiciono ser nada de extraordinário agora. Quando uma mulher tem cinco filhas crescidas, deve deixar de pensar em vaidades."
[Sra. Bennet]

Quem acompanhamos de fato no livro é a segunda filha mais velha: Elizabeth Bennet: culta, sagaz, desconfiada e nada paciente com os costumes falsos e machistas da sociedade, conhece nesta festa o Sr. Darcy, amigo de Bingley, e ainda mais rico que o amigo. Infelizmente, Lizzie logo o descobre extremamente desagradável! Uma antipatia automática nasce entre os dois e vai se agravando por conta de muitos outros acontecimentos ao decorrer do livro.

"Tão orgulhoso e tão convencido que é impossível aturá-lo. Andava de um lado para outro, pensando em sua própria importância."
[Sra. Bennet]

Logo de começo já consegui perceber que alguma coisa a mais vai nascer entre ambos, mas Jane Austen faz o leitor sofrer bastante até alguma coisa acontecer e, apesar de sempre ter ouvido maravilhas do Sr. Darcy a torto e a direito, não o achei nada demais, muito pelo contrario, desgostei dele tão logo e tanto quanto Elizabeth, e mesmo com o final e apesar de eles fazerem um par que super combina, ainda fiquei meio "bléh" ao final da leitura!

"São poucos os que têm o coração bastante firme para amar sem receber alguma coisa em troca."
[Charlotte]

Mesmo assim gostei mais que de Razão e Sensibilidade, que foi mais paradinho e as críticas sociais que Jane faz ainda eram mais leves. Em Orgulho e Preconceito a ironia e o sarcasmo de Jane se mostram mais, tornando a leitura bastante esclarecedora e divertida.

"Parece-me mostrar um conceito abominável de independência."
[Miss Bingley sobre Elizabeth]

Não vejo a hora de ler os próximos, principalmente Persuasão, que foi a inspiração para um dos meus filmes favoritos, A Casa do Lago

Trechos

"Seria a maior infelicidade de todas! Achar agradável uma pessoa que decidimos odiar!"
[Elizabeth]

"Imediatamente se levantou e saiu, determinada, caso ele persistisse em considerar as suas repetidas recusas como suaves encorajamentos."
[Elizabeth]

"Quanto melhor eu conheço o mundo, menos ele me satisfaz; e cada dia vejo confirmada a minha crença na inconsistência de todos os caracteres humanos e na pouca confiança que se pode depositar nas aparências do mérito ou do bom senso."
[Elizabeth]

"A Sra. Bennet era muito mais sensível à vergonha de ter casado a sua filha sem roupas novas do que à desonra causada pela sua fuga e pelo fato dela ter vivido 15 dias com um homem sem ser casada."
[Narradora]

"Agradeço pela parte que me toca. Mas eu não aprecio muito a sua maneira de arranjar maridos."
[Elizabeth para Lydia, sua irmã mais nova]


Este livro faz parte do Desafio Literário Rory Gilmore, que consiste em ler todos os livros que aparecem no seriado Gilmore Girls. Para saber mais, clique aqui ou na página do desafio no menu.


*
*
*
Vamos conversar mais!! Instagram Facebook ~ YouTube ~ GooglePlus ~Twitter ~ Skoob

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!