dezembro 19, 2011

por Danielli Guirado

Eu Vi: Sucker Punch - Mundo Surreal


Duração: 120 min. 
Direção: Zack Snyder
Gênero: Drama/Suspense
Distribuidora: Warner Bros.
Estréia: 25 de Março de 2011
Elenco: Evan Wood, Jena Malone, Jamie Chung, 
Abbie Cornish, Emily Browning, Carla Gugino, 
Vanessa Hudgens 
 Sinopse: Sucker Punch – Mundo Surreal é uma fantasia épica de ação que nos apresenta a imaginação fértil de uma jovem garota, cujos sonhos são a única saída para sua difícil realidade em um hospício. Isolada dos limites de tempo e espaço, ela está livre para ir onde sua mente levar, porém, chega o momento em que suas incríveis aventuras quebram o limite entre o real e o imaginário, trazendo consequências trágicas.

Fazia um tempão que eu queria assistir a este filme porque, além de se tratar de um filme de "menina" e ter toda aquela cara de heroínas de anime, conhecia duas das atrizes que o faziam e isso sempre me atrai para os filmes!

Na história, após a morte da mãe e da irmã, Baby Doll é levada pelo padrasto a um hospício que na verdade é um cabaré administrado por Blue, aquele tipo de vilão que você não vai aguentar de tanto ódio! Em 3 dias, um médico virá para lobotomizar Baby Doll, então ela monta um plano para escapar de lá e, em sua imaginação, cria um mundo paralelo de lutas e armas para ajudá-la a enfrentar todos os desafios e perigos que a aguardam. Ela consegue a ajuda de suas companheiras de dança: Rocket, Blondie, Sweet Pea e Amber.


Como eu gosto de animes, um pouco de vídeo-games e filmes de aventuras, Sucker Punch me agradou bastante. Para meninas que não compartilham destes interesses, talvez seja o filme mais chato e machista que elas já viram, com um bando de meninas “gostosas” em trajes mega curtos e lutando. Realmente, o filme chama mais o público masculino, mas nós garotas também conseguimos nos divertir, seja pela história dramática de cada personagem, principalmente de Baby Doll, seja pelo figurino e/ou maquiagem. Sem contar as cenas de ação que não deixam a desejar a nenhum outro filme do gênero.

O começo do filme dá para estranhar, por causa da falta de diálogos, mas a trilha sonora (veja abaixo!) compensa qualquer coisa. O filme é aberto com Sweet Dreams cantada em uma batida que você é levada junto com o filme, as cenas e as músicas fluem como um e muito bem. Descobri quando fui pegar a trilha que algumas músicas foram gravadas pela própria protagonista Emily Browning e por Carla Gugino, que é a professora de dança/terapeuta das meninas no filme. Curiosamente, Vanessa Hudgens não canta nenhuma das músicas!

Outra coisa que gostei muito foi a maquiagem dos olhos de Baby Doll que é a que mais dá para prestar atenção pelas muitas focalizações em seu rosto. É um olho bem marcado, com cílios postiços, muito rímel, delineador e sombra. O resto do rosto ganha uma maquiagem mais leve e bochechas destacadas, deixando-a com cara de boneca.



Para colocar seus planos em prática, Baby Doll lança mão de sua dança que, descobre no hospício, é muito boa e envolvente. Essa é uma curiosidade que fica por todo o filme, pois é nessa hora em que ela fecha os olhos e entra em seu mundo de fantasia, sem mostrar nada da coreografia. Aí fica a pergunta também: como será que ela dança para surpreender a todos daquela forma? Tentei prestar atenção aos movimentos que ela fazia durante as lutas, para ver se conseguia tirar alguma coisa do que ela estaria fazendo durante a dança, mas não deu muito certo! Rsrs


Vale para assistir em um domingo de preguiça! =]

Trilha Sonora:
1. Sweet Dreams (Are Made Of This) - Emily Browning
2. Army Of Me (Sucker Punch Remix) - Björk com Skunk Anansie
3. White Rabbit - Emiliana Torrini
4. I Want It All/We Will Rock You Mash-Up - Queen with Armageddon Aka Geddy
5. Search And Destroy - Skunk Anansie
6. Tomorrow Never Knows - Alison Mosshart e Carla Azar
7. Where Is My Mind? - Yoav com Emily Browning
8. Asleep - Emily Browning
9. Love Is The Drug - Carla Gugino e Oscar Isaac

Dani

2 comentários:

  1. É incrível que um filme que não é exatamente de ação, pode ter as melhores cenas de ação dos últimos tempos. A primeira batalha, contra os samurais, é incrível!

    ResponderExcluir
  2. Sou fã de animes e achei que iria gostar desse filme mas não me agradou tanto. Claro, a trilha sonora é mesmo sensacional e é um filme com um visual muito bonito.
    Mas senti falta de um pouco mais de 'explicação' sobre essas realidades que a Baby Doll vivia... Acho que poderiam fazer ela 'voltar' para o hospício de vez em quando mas ficamos o tempo inteiro presos na mente da mocinha mesmo...

    Sei lá, no geral acho que esperava mais dele. Mas é uma filme até razoavel.

    teh mais

    ResponderExcluir

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!