dezembro 02, 2011

por Danielli Guirado

Resenha: Como Falar Dragonês {Cressida Cowell}


Autor: Cressida Crowell
Volume: 3 de 7
Páginas: 240
Editora: Intrínseca
Resenhas Anteriores: Livro 1; Livro 2
Nota Skoob: 

Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso herói já visto em todo o território viking. Ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo. Principalmente se têm como companheiro um dragãozinho teimoso e mal-educado. Nessa nova aventura da série, o dragão Banguela foi capturado, um nanodragão está prestes a virar refeição e Dragões-tubarões estão à solta. Mais uma vez, os vikings precisam de um salvador... Soluço! 


Este foi um livro um pouco mais divertido, com mais diálogos entre os personagens, um amadurecimento de Soluço e piadas mais engraçadas. Neste livro, quando os meninos saem em alto mar para mais uma lição de treinamento de Bocão Bonarroto, Soluço e Perna-de-Peixe, atrapalhados que são, encontram sem querer um navio romano e se metem em muitos problemas. Eles conseguem sair de lá, não sem antes terem um encontro com um velho conhecido e perderem Banguela, que é capturado!

Já em Berk, Soluço fica inconsolável com a perda de Banguela e tenta convencer o pai de que ouviu a conversa dos romanos (em latim!) e que eles pretendem atacar os Hooligans e as Ladras do Pântano (povo de amazonas que mora próximo e vive em constante disputa com os vikings!) para capturar seus herdeiros, com isso tenta conseguir que o pai organize uma expedição para impedir os Romanos e salvar Banguela. 

"Se Odin quisesse que voássemos, teria nos dado asas!"

[Perna-de-Peixe, pág 210]

Como um bom viking que é, Stoico, O Imenso, não escuta uma palavra do que o filho diz e ainda briga com ele por entender latim (vikings só devem se comunicar através de gritos de ameaça, não em conversas civilizadas e não devem, de jeito nenhum, ser inteligentes!)!

Entretanto, os Romanos colocam seu plano em prática e capturam Soluço e Perna-de-Peixe, na dúvida de quem seria o herdeiro certo. Na gigante construção romana, eles conhecem Camikaze, a filha de Berta, A Peituda, e herdeira das Ladras do Pântano, uma menina mega convencida, inteligente, ótima ladra e persistente que acaba virando amiga dos meninos enquanto estes tentam escapar da prisão.

A entrada de Camikaze deu uma agitada no livro e foi mais legal de ler, mas estou bem desanimada com a série! Acho que vou trocar assim que terminar de ler!! Hehe

Fãs  

Sonho de Reflexão

Canto e Conto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!