abril 21, 2013

por Danielli Guirado

Resenha: Brisingr {Christopher Paolini}


Autor: Christopher Paolini
Editora: Rocco
Série: Ciclo da Herança
Páginas: 720 
Resenhas Anteriores: Eragon; Eldest
Classificação: 3/5

*Resenha com spoilers dos outros livros (mas nem tantos! rs)

Depois de ser subjugado por Murtagh na batalha da Campina Ardente, Eragon quer mais que nunca voltar a Ellésmera e saber porque Galbatorix e Murtagh são tão fortes e como ele poderia se igualar a eles. Mas ele tem algumas promessas a cumprir e a primeira delas é a Roran: como Katrina foi capturada pelos Ra'zac, Eragon prometeu ao primo ajudar a salvá-la, então eles partem para Helgrind, o covil dos Ra'zac. 

É incrível pensar que toda esta aventura começou para chegar a este momento: a vingança contra estas criaturas. Confesso que esperei uma luta mais emocionante por conta disso, mas agora que Éragon, após a estada em Ellésmera, quase iguala sua força e agilidade com a dos elfos, as lutas são complicadas, mas nada muito "uau".

Este terceiro livro achei o mais chatinho, apesar de ter explicações sobre várias coisas que tinham ficado abertas até aqui, inclusive uma grande revelação sobre o passado do Eragon. Com os Varden se recuperando da batalha na Campina Ardente e partindo para a próxima cidade a ser tomada, Eragon é enviado para a cidade dos anões acompanhar a escolha de um novo Rei, pois é de extrema importância para os Varden que o novo Rei apoie sua luta contra o Império. O rei ideal para eles, seria Orik que já milita para os Varden, mas as coisas serão bem difíceis para o anão conseguir o apoio de que precisa. 

Achei legal como Paolini se deteve nos detalhes dos regimes de cada uma das raças presentes em seus livro tornando a história bem rica, por outro lado, em alguns momentos, como na escolha para um novo rei dos anões, a narrativa fica bem cansativa até alguma coisa acontecer.

Após a coroação, Eragon e Saphira partem rapidamente para Ellésmera para descobrir sobre a origem do poder de Galbatorix e encontrar uma nova espada para Eragon, pois ele perdeu a sua quando Murtagh a tomou. Esta parte também, achei que Paolini se alongou muito! São pelo menos umas cinco páginas só falando da forja da nova espada! Chatooo! Acho que ele se animou tanto com suas pesquisas sobre o tema (ele inclusive indica bibliografia ao final do volume!!) que largou a mão na hora de escrever! rsrs

Na cidade dos elfos, Eragon e Saphira finalmente descobrem que Galbatorix é tão poderoso porque possui os Eldunarí da maioria dos dragões que matou durante a queda dos cavaleiros e os escravizou para servi-lo. O Eldunarí de um dragão, que eles chamam de Coração dos Corações, é uma espécie de "bola de vidro" pelo que entendi, que contém toda a essência e poder de um dragão. Ela fica presa a ele, até que o dragão decida expeli-lo por algum motivo em particular. Quando o dragão morre, apenas seu corpo padece e sua alma fica presa ao Eldunarí, que possui uma quantidade absurda de energia, principalmente se o dragão for antigo.

Após revelarem este segredo, Oromis e Glaedr decidem se juntar à batalha contra o Império e se dirigem a Gil'Lead para ajudar os elfos a tomar a cidade, enquanto Eragon e Saphira vão para Feinster para se juntarem aos Varden,.

É nesta parte que o livro volta a ficar dinâmico e muitos acontecimentos chocam e assustam. Infelizmente uma tragédia se abate sobre eles e mais do que nunca, Eragon e Saphira ficam ainda mais temorosos de não serem páreos para Galbatorix e o que está por vir!

Estas resenhas estão bem difíceis de fazer por conta de tentar não dar spoilers a vocês e ao mesmo tempo tentar abordar toda a história sem, contudo, deixar as resenhas muito enormes. Como resultado estou pecando muito em não dizer mais sobre vários personagens importantes, como Nasuada e Roran, por exemplo. Estou pensando em compensar esta falta com a resenha de Herança ou em algum vídeo em que eu fale da série toda! O que vocês acham/preferem?

Finalizando aqui, Brisingr é um livro de preparação a tudo que virá a acontecer no quarto livro, portanto a leitura não rende muito e você tem vontade até de desistir! Mas, como já li o quarto livro, digo para você fazer um esforço com Brisingr, pois Herança vale muito a pena!

Trechos


"Compreendi que a verdadeira agonia da guerra não é você se ferir, mas sim ser obrigada a ver aqueles que você ama se ferirem."
[Arya - pág. 192]

"Os feitos dos filhos são testemunho da criação dos pais."
[Arya - pág. 119]

"Seria tolo e arrogante de minha parte aspirar julgar alguém que conheci tão pouco."
[Oromis - pág. 574]

"Se deseja ser feliz, Eragon, não pense no que está por vir, nem naquilo sobre o qual você não tem controle. Pense no agora e naquilo que é capaz de mudar."
[Oromis - pág. 575]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!