julho 18, 2013

por Danielli Guirado

Resenha: Laços de Sangue {Richelle Mead}

Autor: Richelle Mead
Série: Bloodlines
Volume: 1 de 4
Editora: Seguinte
Páginas: 431 páginas
Nota: 4/5

Sydney estava encrencada. Em sua última missão, ela tinha ajudado a dampira Rose Hathaway a escapar da prisão, e essa aliança foi considerada uma traição grave, já que vampiros e dampiros são criaturas terríveis e antinaturais, ameaças àqueles que os alquimistas devem proteger: os humanos.
Com sua lealdade colocada em questão, Sydney se voluntaria para uma tarefa nada agradável: ajudar a esconder Jill Dragomir, uma princesa vampira que está sendo perseguida por rebeldes que querem o poder. Caso ela seja capturada e assassinada, o mundo vampiro viverá uma guerra civil tão sangrenta que certamente afetará a humanidade


A Gabi falava de Bloodlines muito antes de sair aqui no Brasil, então eu já conhecia um pouco da história e não tinha me interessado muito. O meu amor é por Academia de Vampiros e, principalmente, por Rose e Dimitri, um livro sem eles.... blé.. rssrs

Mesmo assim, senti vontade de ler mais sobre a alquimista Sidney Sage. Para quem ainda não leu Academia (como não??? =O ), os alquimistas são um grupo extremamente religioso de humanos, que sabem da existência dos Moroi, Dampiros e Strigoi e são treinados desde muito cedo para proteger os humanos e seu mundo da influência dessas criaturas, que para eles são antinaturais, pecados ambulantes.

Sidney foi criada com todas estas crenças, mas após passar um período com Rose e Dimitri (não por vontade própria, óbvio!), ela acaba enxergando que os Moroi e, principalmente, os Dampiros não são tão ruins assim. Só que agora ela tem que provar que os despreza tanto quanto o resto dos alquimistas, senão sua carreira está acabada!

Para testar sua lealdade e considerando sua experiência anterior, os Alquimistas a encarregam de esconder a princesa Jill Dragomir que corre sério risco de vida. Sidney, ela e seu guardião, Eddie, terão que voltar para a escola e se misturar com os humanos em Palm Springs, talvez o lugar mais ensolarado dos EUA e que dificilmente haverão Moroi ou Strigoi espreitando.

Como sempre foi educada em casa pelo pai, Sidney fica bem animada com a vida escolar, arruma amigas e logo se inscreve para monitoria com uma professora. Ela é muito nerd e essa é uma das partes engraçadas do livro! Outra surpresa gostosa para os fãs de Academia é que Adrian está de volta!!! O mesmo Adrian de sempre, mas com um segredo incrível e muitas alfinetadas com Sidney, ri muito com os dois!

Mas nem tudo são flores, Sidney está lá a trabalho e algumas coisas bem estranhas estão acontecendo. Seu superior na missão está tentando sabotá-la, a escola está vivendo uma moda de tatuagens "mágicas" que, dependendo do "tipo", confere à pessoa força e agilidade sobre-humana ou maior disposição para as atividades do dia-a-dia, mas ela percebe algo de muito estranho nelas e, junto com Adrian, começa a investigar.

Richelle, como sempre, escreve muito bem, então logo fiquei envolvida com a história, que é bem amarrada e não deixa de ter muita ação. Como eu me apeguei demais à Academia, não fiquei muito maluca por esta série, mas seu final me deixou com a pulga atrás da orelha para ler os demais volumes!! =D

Trechos

"Mau pai me examinou da cabeça aos pés e demonstrou sua aprovação à minha aparência em seu melhor estilo: apenas sem fazer nenhuma crítica."
[Sidney - pág. 7]

"Todo mundo tem alguma coisa. Aquela menina tem uma tonelada de sardas. Aquele cara raspou a cabeça. Não existe essa coisa de "normal".
[Eddie - pág 122]

"Cheguei à conclusão de que os alquimistas precisavam de um Departamento inteiro para cuidar de Adrian Ivashkov."
[Sidney - pág. 152]

"As maiores mudanças na história aconteceram porque as pessoas foram capazes de se livrar do que os outros lhes diziam para fazer."
[Adrian - pág. 262]

"Se ele está preocupado em se tornar um problema, então precisa tomar juízo e assumir o controle. Ele tem uma escolha. Não é impotente."
[Sidney sobre Adrian - pág. 280]

"Nunca pensei que minha maior torcedora seria alguém que me considerava do mal e antinatural!"
[Adrian - pág. 314]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!