janeiro 04, 2014

por Danielli Guirado

Resenha: O Arcano Nove {Meg Cabot}

Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Série: A Mediadora
Volume: 2 de 6
Páginas: 269
Resenhas Anteriores:
Nota Skoob: 2/5

Apesar da série ser demais e uma das minhas favoritas, nem tudo é completamente perfeito, não é?? Tanto este livro como o terceiro, na minha opinião, foram enrolações e não gostei.

Neste livro, Suzannah já admitiu para si mesma seu amor por Jesse e agora precisa fazer o que for possível para esquecê-lo, já que o cara é um fantasma!!! Meio difícil apresentar para a família, certo?? rsrs

Enquanto isso, suas tarefas como Mediadora continuam, quando uma mulher aparece gritando em seu quarto querendo que ela fale para "Red" que ele NÃO a matou!! Suze então, começa suas pesquisas e é levada à família de Tad Beaumont, carinha que coincidentemente ela conheceu em uma festa e achou bem bonitinho. Engatando um namorico com Tad para se infiltrar em sua família, Suze descobre muito mais do que deveria e pode colocar sua vida em risco ao se envolver com as pessoas erradas.

Por este enredo parece que o livro vai ser super legal, né?? Pois é! A história realmente tem um chamativo, mas ao mesmo tempo não acrescenta nada à trama principal de Suze com a Mediação e Jesse. Simplesmente todo o livro passa sem nenhum outro avanço e isso é muito irritante. Talvez seja porque eu já li outras vezes e compare com os outros, mas como já disse, esse e o terceiro são os mais fraquinhos e, caso você não queira ler 6 livros, pode pular tranquilamente que você não sentirá falta. Mesmo porque, Meg Cabot ainda revive várias vezes as histórias anteriores o que torna tudo ainda mais cansativo.

Este livro só não tem nota um por conta de Jesse e suas passagens com Suze, que sempre são muito boas e a escrita de Meg, que continuo gostando, apesar de tudo!

Trechos

"Uma coisa que aprendi é que nós não temos muito tempo aqui na Terra. Então por que desperdiçar aceitando as merdas dos outros? Particularmente quando estão mortos?"
[Suze - pág. 16]

"Mamãe teria babado com a ideia de eu jantar com Darth Vader e seu filho, de tanto que queria me ver com um namorado."
[Suze - pág. 144]

"Amor. É uma coisa que pode transformar a gente numa tremenda otária."
[Suze - pág. 249]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela leitura! ♥

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros, Resenhas, Vídeos e outras Danis!